Canais de denúncia facilitam combate à violência contra idosos na pandemia

196

O cuidado com pessoas idosas ganha força nesta terça-feira (15), data que em que se celebra o Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. Para reforçar a importância do combate aos maus-tratos, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) mantém diversos canais de denúncia para zelar pelos direitos da pessoa idosa. 

De acordo com o levantamento realizado pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Segup, em 2020, no período de janeiro a maio, foram registrados 6.821 casos de violência contra os idosos no Estado. Em 2021, no mesmo período, foram computados 5.377 casos, apontando uma redução de 21% nos casos registardos.

“Dentro de uma estratégia de defesa de garantia de direitos de vulneráveis, nós trabalhamos também na questão do idoso. Nós, em especial, na pandemia, quando muita gente ficou em casa, os idosos foram um deles, houve uma mudança no cometimento de crimes sendo os idosos muitas vezes alvos de maus tratos e outros crimes”, explica o secretário de Segurança Pública do Estado, Ualame Machado. 

Como reação, e analisando um cenário que a pandemia criou, a Segup ampliou e diversificou os canais de denúncia para que familiares e o próprio idoso possa comunicar quando seus direitos são restringidos.

“Nós diversificamos as possibilidades de acesso para que o próprio idoso possa não só pela delegacia virtual da Polícia Civil, mas também através do 181 do Disque Denúncia e também pelo Whatsapp com a Iara”, ressalta Ualame.

Canais de denúncia

Com maior acesso à informação e conhecimento aos direitos reservados à pessoa idosa, os canais de denúncia têm sido um dos principais meios de ajuda aos que sofrem maus tratos. De janeiro a maio deste ano foram registradas 266 denúncias de maus-tratos contra pessoas idosas. Em 2020, foram computadas 158 denúncias, de acordo com o levantamento realizado junto ao canal do Disque Denúncia.

Através do número (91) 98115-9181, utilizado pela IARA – Inteligência Artificial Rápida e Anônima, é possível fazer a denúncia via WhatsApp com garantia do sigilo e anonimato do cidadão que contribuir para as investigações. Por meio do aplicativo de mensagens, qualquer pessoa pode enviar texto, áudio, fotos e vídeos, além de localização em tempo real. As informações enviadas podem ser também sobre crimes que já ocorreram para que possam ser solucionados. Ao fazer uma denúncia, a pessoa receberá um número de protocolo para acompanhar o andamento da demanda ou acrescentar informações.

Juntamente com o WhastApp da Iara, a Segup mantém mais três canais de denúncia. O chatbot (caixa de diálogo com atendimento virtual), presente em diversos sites dos órgãos da segurança pública, e o formulário web, disponibilizado no site da Segup (segup.pa.gov.br), além do Disque 190, do Centro Integrado de Operações (CIOp), para casos que necessitem urgência. 

“Todas essas modalidades de denúncia, além das campanhas de conscientização são uma resposta para evitar esse tipo de crime contra os idosos. Há uma delegacia específica da Polícia Civil que cuida de crimes contra idosos que auxilia para que a gente possa realmente ter um atendimento especializado e uma resposta eficiente caso esses crimes venham ocorrer”, finaliza Ualame Machado.Por Governo do Pará (SECOM)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.