Covid-19: Como o Brasil pode controlar a delta melhor do que os Estados Unidos

85

No Brasil, os 26 estados e o Distrito Federal estabelecem o uso de máscara obrigatório nas escolas. Na avaliação de especialistas ouvidos, essa é uma das regras fundamentais para tentar frear a circulação da Covid-19, incluindo as suas variantes, como a delta, e impedir o aumento de casos.

Nos Estados Unidos, por outro lado, não há um consenso: por questões políticas, cerca de 20% dos estados americanos chegam até a proibir que uma instituição de ensino exija o uso da máscara, segundo levantamento do “New York Times” (veja mais abaixo).

Considerando que a variante delta, mais transmissível, já é responsável por mais de 99% das contaminações registradas nos EUA, o risco de novos surtos nas escolas torna-se ainda maior. As aulas estão sendo retomadas ao longo de agosto e setembro.

Nesta reportagem, você vai ver que:

  • a adesão do uso de máscara entre os jovens é grande, mostra pesquisa nacional “Juventudes e a pandemia do coronavírus”, divulgada em maio de 2021;
  • o Ministério da Educação não determinou protocolos sanitários para volta segura das aulas presenciais no Brasil;
  • mas os governos estaduais definiram protocolos rigorosos em seu território.

Surto de Covid-19 entre crianças

Desde julho, os Estados Unidos registraram um aumento exponencial de casos de Covid entre as crianças, que agora representam 29% das ocorrências da doença no país, de acordo com levantamento da Academia Americana de Pediatria (AAP).

De 22 de julho a 9 de setembro, quase 5,3 milhões de crianças testaram positivo para o vírus, maior número desde o início da pandemia.

Só nas últimas duas semanas do período de levantamento da AAP, o número cumulativo de casos infantis de Covid subiu 10% desde o início da pandemia. Autoridades locais devem acompanhar o retorno às aulas presenciais em alerta pela possibilidade de novo aumento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.