UPA de Marituba tem atendimento suspenso após assalto com refém

200

Os atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Eládio Soares, em Marituba, estão suspensos. Na noite de segunda-feira (26), homens armados invadiram a unidade e fizeram servidores reféns.

Os criminosos entraram na UPA enquanto fugiam de uma perseguição policial que começou no município de Benevides, onde estariam praticando assaltos.

A Prefeitura de Marituba informou que a Guarda Municipal se deslocou para o espaço e um dos guardas chegou a ser baleado pelos assaltantes, mas o tiro parou no colete balístico e o agente não se feriu.

Assim que a Polícia Militar chegou assumiu as negociações, por meio de um batalhão especializada. Enquanto isso, as equipes da UPA transferiram pacientes para uma ala mais afastada do prédio, uma parte dos servidores foi dispensada do serviço.

Somente depois das 23h, o último assaltante que mantinha dois servidores reféns se entregou para a polícia. De acordo com a prefeitura, não houve feridos graves.

Atendimento transferido

De acordo com a Prefeitura de Marituba, os moradores que precisarem de cuidados médicos devem procurar o Hospital Municipal Augusto Chaves até que o atendimento possa ser normalizado na UPA.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.