PSDB e MDB perdem o maior nº de prefeituras; DEM e PP são os que mais ganham

184

Para o DEM, o salto foi de 266 para 459 (193 a mais). Além disso, três dos sete prefeitos de capitais que já conseguiram a vitória nas urnas são do DEM. O PP pulou de 495 para 682 (187 a mais).

Em termos percentuais, as maiores altas foram de Avante (+567%), Patriota (+269%) e Podemos (+231%). Já as maiores quedas são de PTC (-94%), DC (-88%) e PMB (-67%). O levantamento não considera os candidatos a prefeito “sub judice”, que aguardam julgamento da Justiça Eleitoral.

Após a queda no número de prefeituras de 2012 para 2016 (ano em que também ocorreu o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff), o PT registrou mais uma queda. O número de prefeituras conquistadas no primeiro turno foi 179 (75 a menos que em 2016). Apesar disso, o partido é o mais frequente em disputas no segundo turno.

Nas eleições de 2016, o PSDB tinha sido o maior vitorioso, quando aumentou o número de prefeitos eleitos de 686 para 785. O PSL, sigla que abrigou o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, elegeu 90 prefeitos no primeiro turno destas eleições – em 2016, foram 30.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.