Secretaria de Assistência Social realiza Seminário de Erradicação do Trabalho Infantil

55

A Prefeitura de Parauapebas, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), realizou o Seminário de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. O evento aconteceu na manhã desta terça-feira, 14, no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup).

O seminário faz parte da programação da campanha, que tem como tema; “Trabalho Infantil não é Brincadeira”, realizada pela Prefeitura de Parauapebas, através da Semas e da equipe das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti).

Durante o evento, foram apresentados dados do trabalho infantil em Parauapebas, colocando em pauta o que realmente é o trabalho infantil, desmitificando algumas situações e reforçando, principalmente, a luta contra a violação de direitos e a importância de todos que estiveram no evento se tornarem multiplicadores das ideias discutidas.

Além da Assistência Social, que está à frente da campanha, o momento contou com a participação de representantes da Saúde, Educação, Juventude, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdcap), Conselho Municipal de Assistência Social (Comasp), OAB Parauapebas, Projeto Pescar, entre outros representantes da rede de proteção à infância e à juventude. O evento também contou com a participação do grupo de teatro do Cras Nova Carajás, onde encenaram a peça “O Menino e o Urubu” que trouxe a realidade do trabalho infantil em feiras da cidade.

“A Semas trabalha com a prevenção durante todo o ano, porém este mês de junho nós temos toda uma programação que inclusive hoje nós estamos aqui com a ação do seminário para que a gente possa sair daqui hoje com o que é o trabalho infantil, porque a gente precisa multiplicar o entendimento do que é o trabalho infantil para passar para a sociedade de forma mais lúdica e sensata”, comenta a secretária de Assistência Social, Vânia Monteiro.

“Este é um momento necessário para discutir estratégias ao combate a esta violação de direitos ainda presentes no cotidiano de nossas crianças e adolescentes”, destaca o Vice Prefeito, João Trindade.

Texto: Nívea Lima / Ascom – PMP

Fotos: Órion Lima / Ascom-PMP

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.