PSDB diz que concluirá até o próximo domingo prévias para escolha de candidato a presidente

16

Em nota oficial divulgada no início da noite desta segunda-feira (22), o PSDB informou que concluirá até o próximo domingo (28) as prévias para escolha do candidato do partido a presidente da República.

Três postulantes disputam as prévias — os governadores Eduardo Leite (RS) e João Doria (SP) e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgilio.

O partido tentou realizar as prévias neste domingo (21), mas problemas técnicos no aplicativo eletrônico de votação impediram que a maioria dos filiados votasse.

Segundo a nota, a decisão de concluir as prévias até o próximo domingo foi tomada em conjunto pela direção da legenda e pelos três pré-candidatos.

O partido diz ainda que aguarda manifestação da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, contratada para a elaboração do aplicativo.

“Se, até esta terça-feira, ela não oferecer garantias concretas de viabilidade e robustez da solução contratada, o PSDB adotará tecnologia privada para concluir o processo de prévias. Em qualquer alternativa, a integridade do processo eleitoral será rigorosamente observada”, diz a nota.

Ainda segundo a sigla, “todos os votos registrados desde a abertura da votação neste domingo estão válidos e serão computados”.

Logo após a divulgação, Eduardo Leite contestou a nota, que classificou como “equivocada”:

“Estamos diante de situação totalmente nova. Queríamos que se concluísse processo até amanhã [terça] no fim do dia. Agora, não só não vai se concluir como está se querendo mudança da empresa. Pode gerar muitos questionamentos”, afirmou.

O presidente do PSDB, o ex-deputado Bruno Araújo, afirmou que na manhã desta terça-feira (23) técnicos vão realizar testes a fim de verificar alternativas tecnológicas para a votação. Segundo ele, até as 12h, o partido aguardará um posicionamento da fundação responsável pelo aplicativo utilizado no último domingo.

João Doria e Arthur Virgilio manifestaram apoio à solução anunciada por Bruno Araújo.

“Meu compromisso é concluir o resultado o mais rápido possível. Se depender exclusivamente de mim, até domingo as prévias estão concluídas”, disse Araújo após reunião com representantes dos três pré-candidatos. “Entendo que o presidente Bruno Araújo agiu acertadamente, abrindo espaço para um plano B que se afigura acertado”, disse Virgilio.

A votação foi interrompida no último domingo (21) porque parte dos filiados não conseguiu votar pelo aplicativo. Inicialmente, o dia 28 seria reservado para eventual segundo turno. São pré-candidatos os governadores de São Paulo, João Doria, do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

Bruno Araújo, se reuniu na sede do PSDB em Brasília desde o início da tarde com representantes dos pré-candidatos e técnicos responsáveis pela elaboração do aplicativo.

Leite foi o único entre os pré-candidatos que compareceu presencialmente, mas informou que não participou das reuniões de Araújo com os representantes dos pré-candidatos.

“Eu estava numa sala à parte”, disse o governador. “Havia participação de representantes [da campanha de Leite], mas não foi dada condição para qualquer tipo de acordo porque, como eu disse, eu sequer tomei conhecimento. Você só pode dar acordo sobre aquilo que você conhece.”

Questionado sobre a fala do governador do Rio Grande do Sul, Araújo disse que conversou “pessoalmente” com Eduardo Leite.

“Pode até ter havido uma mudança de posição [de Leite], mas obviamente eu não sou nenhum leviano para, com a responsabilidade que tenho e com tudo que isso que nós estamos vivendo, estar fazendo qualquer tipo de entendimento desse sem ter conversado”, disse o presidente do PSDB.

Até o momento, ainda não foi divulgado o motivo que causou a instabilidade no aplicativo.

Ao todo, 44,7 mil pessoas se cadastraram para votar nas prévias do PSDB. O partido previa que 700 mandatários (governadores, deputados, senadores e outros) votassem presencialmente, em urnas instaladas em um centro de convenções em Brasília, e que os demais votos fossem dados por meio do aplicativo.

No entanto, os usuários reclamaram de falhas na plataforma. Entre os problemas identificados, foram relatados erros no momento em que se tentava fazer o reconhecimento facial.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.