Belém prepara a logística do Fórum Mundial de Bioeconomia

114

A Da Tribu é um empreendimento de impacto socioambiental no campo da moda sustentável. Do látex e de seu desdobramento em fios emborrachados surgem peças que valorizam a economia da floresta, gerando renda para suas comunidades e preservando a biodiversidade. A marca de moda nasceu em 2009, pelas mãos da artesã Kátia Fagundes. “Comecei com fios de algodão e depois passei para o papel, com um trabalho de joias orgânicas. Atualmente, desenvolvemos os produtos para o mercado de varejo nacional e internacional. Além disso, também disponibilizamos nossos fios e tecidos emborrachados”, conta a artesã.

Este ano, a capital paraense vai sediar o Fórum Mundial de Bioeconomia (WCBEF). Pela primeira vez, o evento ocorre fora da cidade de origem, Ruka, na Finlândia. Considerada a cidade porta de entrada para a Amazônia, Belém recebe o evento nos dias 18, 19 e 20 de outubro. “Penso que, primeiramente, vocês devem se orgulhar da sua natureza. Eu fico muito contente de ver que vocês estão vivendo em equilíbrio com a natureza. Penso que há uma boa plataforma para construírem em cima disso, várias opções que vocês estão buscando do ponto de vista de sustentabilidade. Vocês devem também se orgulhar dos esforços que estão fazendo, da industrialização na bioeconomia, desses produtos e insumos da Amazônia”, disse Jukka Kantola, fundador do Fórum.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.