Dirigir alcoolizado é a infração de maior recorrência na Operação Verão 2021

133

A alcoolemia foi a irregularidade mais frequente no trânsito neste segundo fim de semana das férias de julho. De acordo com o balanço parcial do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), no período de 8 a 11 deste mês, dirigir sob o efeito de álcool resultou em 72 das 1.418 autuações aplicadas pelos agentes de fiscalização nos municípios onde ocorre a Operação Verão. 

O município de Salinópolis registrou a maior quantidade de casos de motoristas alcoolizados, 37 no total, seguido de Óbidos, com oito casos, e Bragança, com quatro autuações. 

Dirigir sob a influência de álcool é uma infração de trânsito prevista no artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê as penalidades de multa de R$ 2.934,70, suspensão do direito de dirigir e retenção do veículo. Para coibir a infração, considerada entre as que mais causam acidentes e mortes nas rodovias, o Detran realiza a Operação Lei Seca, com uso do etilômetro. 

O fim de semana também foi marcado pelo primeiro acidente fatal registrado durante a Operação. Um motociclista que trafegava pela BR-316, em Ananindeua, morreu ao perder o controle do veículo e se chocar com um caminhão no km 07. Ao todo, foram registrados 16 acidentes, dos quais 11 ocorreram na BR-316; dois, em Salinópolis; três na PA- 391, que dá acesso ao distrito de Mosqueiro.

O Detran atua na Operação Verão desde o dia 03 de julho, com 268 agentes de fiscalização e 74 servidores da educação em 23 municípios, para conscientizar os usuários sobre comportamento seguro no trânsito. As ações de fiscalização e educação ocorrem nas vias e em áreas de praia com rondas preventivas e repressivas. 

Para o diretor Técnico-operacional do Detran, Bento Gouveia, ainda é necessário maior conscientização dos condutores. “Estamos atuando em várias frentes, com uma equipe numerosa e preparada para evitar acidentes. No entanto, o motorista precisar se planejar melhor para poder pegar a estrada, verificar o veículo e a documentação, observar a sinalização, respeitar os limites de velocidade e, acima de tudo, evitar o consumo de bebida alcoólica e se conscientizar que preservar a vida requer a colaboração de todos”, pondera o diretor.Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.