Após recomendação da Anvisa, Estados e prefeituras mudam vacinação de grávidas

219

Estados e prefeituras alteraram o esquema de vacinação de grávidas após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendar, na noite de segunda-feira (10), a suspensão imediata do uso do imunizante da Astrazenca nesse grupo de pessoas.

No estado do Rio de Janeiro, houve suspensão total da vacinação de grávidas e também de puérperas (mulheres que acabaram de dar à luz) com qualquer vacina (Astrazeneca, Coronavac ou Pfizer, as três disponíveis no Brasil). Em Aracaju, está suspensa apenas a aplicação da vacina da Astrazeneca a esses grupos.

No Estado de São Paulo, a vacinação de grávidas com comorbidades começaria nesta terça-feira (11), foi suspensa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.